quarta-feira, 18 de abril de 2012

De volta à escrita

Parar na escrita é como parar no tempo: nada se produz, nada se diz, nada se mantém. Escrever, pra mim, é uma válvula de escape, é exercer a ação de exteriorizar o que está guardado no meu inconsciente e, mesmo que não seja tão atrativo aos possíveis leitores, para a minha pessoa é exercício. Exercício de descanso, de evolução, de amadurecimento, de prazer... Escrever é mais que escrever simplesmente. Escrever é lidar com a vida, com os sonhos. É tornar possível o que de alguma forma nos priva de procurar liberdade, é tornar palpável o que nos foge das mãos. É exteriorizar o íntimo - sem desmerecê-lo - e tentar alcançar, de algum modo, quem para um minutinho sequer e dedica-se à leitura: sempre um prato novo a experimentar...
Por estes e tantos outros motivos, quero voltar a escrever, sejam textos melodramáticos, textos esperançosos de uma manhã mais viva e um sol com mais brilho, poesias de métrica ímpar - com arranhos e escapadas - , sejam músicas que me encantam, sejam escritas simples e nostálgicas, mas que sejam! Pior que apenas ser é não ser nada...
Estou de volta para a escrita...

Marlon Cássio

Nenhum comentário:

Postar um comentário